Quarta-feira, 21 de Junho de 2006

Dicionário da Construção Civil - C -

Caiar

Pintar com cal diluída em água.

 

Caibro

Peça de madeira que sustenta as ripas de telhados ou de soalhos. Nos telhados, o caibro assenta nas cumeeiras, nas terças e nos frechais. No soalho, apoia-se nos barrotes.

 

Caixa-d'água

Depósito de água confeccionado em materiais como betão armado, fibrocimento, aço ou plástico.

 

Caixa de escada

Espaço, em sentido vertical, destinado à escada.

 

Caixilho

Parte da esquadria que sustenta e guarnece os vidros de portas e janelas.

 

Cal

Material indispensável à preparação das argamassas. É obtida a partir do aquecimento da pedra calcária a temperaturas próximas dos 1000 graus Celsius, processo que resulta no aparecimento do monóxido de cálcio (CaO) e ganha o nome de cal virgem.

 

Calafetar

Vedar fendas e pequenos buracos surgidos durante a obra.

 

Cálculo estrutural

Cálculo que estabelece a dimensão e a capacidade de sustentação dos elementos básicos de uma estrutura.

 

Calha

Canal. Duto de alumínio, ferro galvanizado, cobre, PVC ou latão que recebe as águas das chuvas e as leva aos condutores verticais.

 

Canalizador

Profissional que executa o projecto hidráulico do engenheiro.

 

Canteiro de obra

Local da construção onde se armazenam os materiais (cimento, ferro, madeira, etc.) e se realizam os serviços auxiliares durante a obra (preparação da argamassa, dobragem de ferro, etc.)

 

Cantoneira

Peça em forma de L que remata quinas ou ângulos de paredes. Também serve de apoio a pequenas prateleiras.

 

Capa

Demão de tinta. Camada de betão aplicada sobre a pedra que impermeabiliza a superfície.

 

Capitel

Parte superior, em geral esculpida, de uma coluna. Alguns capitéis são simples, pouco ornamentados, a exemplo dos dóricos. Outros, como os jónicos, são rematados com volutas.

 

Carpinteiro

Profissional que trabalha o madeiramento de uma obra.

 

Cascalho

Lasca de pedra.

 

Caulino

Argila branca, rica em carbonato de cálcio, base de extracção de cal.

 

 

Cave

Pequeno espaço situado entre o solo e o primeiro pavimento de uma casa.

 

Cavilha

Peça de fixação que serve para manter juntas as peças de madeira, as estruturas de alvenaria, etc. Tem formato cilíndrico-cónico, com uma cabeça numa das extremidades e uma abertura na outra, onde se encaixa a chaveta - um tipo de trava -, que completa a junção.

 

Cerâmica

Arte de fabricação de objectos de argila, tais como tijolos, telhas e vasos. Também refere-se às lajotas usadas em pisos ou como revestimento de paredes.

 

Chaminé

Duto de metal ou de alvenaria que conduz o fumo da lareira e do fogão para o exterior da casa.

 

Chanfrar

Cortar em diagonal os ângulos rectos de uma peça.

 

Chapiscar

Lançar argamassa de cimento e areia grossa contra a superfície para torná-la áspera e facilitar a aderência da primeira camada de argamassa.

 

Chumbar

Fixar com cimento.

 

Cimento

Aglomerante obtido a partir do cozimento de calcários naturais ou artificiais. Misturado com água, forma um composto que endurece em contacto com o ar. É usado com a cal e a areia na composição das argamassas. O cimento de uso mais frequente hoje é o Portland, cujas características são resistência e solidificação em tempo curto. Desenvolvido em 1824, por um fabricante inglês de cal, ganhou esse nome porque a sua coloração era semelhante à da terra de Portland. Outros tipos surgem na mistura desse cimento com diversos compostos ou elementos, como o cimento com pó de mármore, que dá uma cor esbranquiçada ao material.

 

Clarabóia

Abertura no tecto da construção, fechada por caixilho com vidro ou outro material transparente, para iluminar o interior.

 

Clássico

Relativo à arte e à cultura dos antigos povos gregos e romanos. Período marcado por construções de planta rectangular, colunas e frontões. Essas formas, inicialmente presentes nos templos, passaram a repetir-se nas casas, de maneira mais sóbria, e nas fachadas pouco ornamentadas. Adjectivo para tudo o que se torna modelo ou padrão em arquitectura.

 

Cobertura

Conjunto de madeiramentos e de telhas que serve de protecção à casa.

 

Colonial

Tipo de arquitectura praticada nos países que foram colónias. Assim, as influências portuguesas estão presentes já nas primeiras construções brasileiras e as espanholas marcam alguns países da América do Sul, Central e do Norte. Os ingleses deixaram a sua herança na América do Norte. Já elementos da arquitectura holandesa e francesa aparecem na América Central, sobretudo na região das Caraíbas.

 

Coluna

Elemento estrutural de sustentação, quase sempre vertical. Ao longo da história da arquitectura, assumiu as formas mais variadas e diversos ornamentos. Pode ser de pedra, alvenaria, madeira ou metal e consta de três partes: base, fuste e capitel. Esses elementos aparecem inicialmente nas colunas dóricas e jónicas dos templos gregos. A partir da visão funcionalista do arquitecto suíço Le Corbusier, ainda na primeira metade deste século, as colunas passaram a ser chamadas internacionalmente de pilotis e ganharam formas limpas.

 

Contra-piso

Camada, com cerca de 3 centímetros de cimento e areia, que nivela o piso antes da aplicação do revestimento.

 

Contraplacado

Chapa de madeira sobreposta e colada sob forte pressão. Tem as mesmas características da madeira em relação à elasticidade e ao peso. Apresenta, porém, maior resistência e homogeneidade, o que permite o fabrico de peças de grandes dimensões.

 

Contraverga

Viga de betão usada sob a janela para evitar a fissuração da parede.

 

Corrimão

Apoio para a mão colocado ao longo das escadas.

 

Cromado

Metal que recebe uma camada de cromo. Elemento metálico, duro, que dá brilho semelhante ao aço inoxidável.

 

Croqui

Primeiro esboço de um projecto arquitectónico.

 

Cumeeira

Parte mais alta do telhado, onde se encontram as superfícies inclinadas (águas). A grande viga de madeira que une os vértices da tesoura e onde se apoiam os caibros do madeiramento da cobertura. Também chamada espigão horizontal.

 

Cúpula

Ver Abóbada.


blitzk às 22:02
# | comentar
|
Visitante(s) online | Visitas


>Música:
EMO - Three Words



. Temas

. anedota(1)

. anedotas(41)

. bd(6)

. Dicionário(4)

. dicionário(2)

. É para rir?(1)

. filmes(5)

. futebol(10)

. humor(9)

. ilusão(1)

. imagens(67)

. letras(2)

. Música(14)

. música(7)

. noticias(1)

. poemas(4)

. shst(3)

. video(1)

. videos(20)

. todas as tags

PESQUISAR NESTE BLOG
 

. Posts Recentes

. Autonomia..

. Kit AIO (all in one)

. Logotipos

. FELIZ NATAL

. Uma Chance Única..

. O milagre dos sabonetes

. Assobia e tudo

. Candidatura

. Porque o Natal está a che...

. ÚLTIMA HORA

. "Eu, Carolina"

. Why?

. Bom fim de semana

. Quando o Rambo descobriu ...

. Bazófiaaaaaaa

. 'Fish'

. DICIONÁRIO INGLÊS-MADEIRE...

. Dois canibais conversando...

. Like a Stone

. Três cegonhas à conversa:

. Samisungui

. On the beach in Hawaii

. Lamento

. See the stone set in your...

. ...

. Nunca antes visto lool

. O curandeiro

. Quésta merda?

. A não perder

. Barco Para A Afurada

. Sinalização Japonesa

. Quem quer ser Milionário

. Manif Após o Arrastão de ...

. Miniaturas

. Conta certa

. Blitzk set 5

. Casamento

. Stand By

. E o vencedor da categoria...

. Quem quer se Milionário -...

. Diferenças Sociais

. Avisos de Embalagens

. Vidente

. E se fosse assim..

. Cops

. OTP

. O Verdadeiro sucesso dest...

. Será que eu vi bem?

. Adão e Eva

. A História do México

. Arquivos

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. participar

. participe neste blog

. Outros Locais

. subscrever feeds